Treino de Força: Projeto Chora Gracyanne Barbosa

Fitness

Treino de força, nutrição esportiva, alimentação, limites e mais algumas coisas do projeto Toda Fitness… 💪

Oi, galera! Não sei se vocês viram na semana passada, mas vi em algumas páginas uma notinha sobre a Gracyanne Barbosa chorando na academia, fazendo um mega treino de força! Eu olho aquela mulher treinando e me inspiro. Muita gente critica, acha o corpo dela masculinizado, mas o fato é que ela faz o que gosta e ponto. Contra isso não há argumentos!

Em menor proporção, dentro dos meus limites humanos, e bem longe do nível da Gracy, continuo a minha saga pelo corpo que sempre desejei ter. Muita coisa mudou desde o último vídeo da série Toda Fitness.

Para que vocês tenham ideia, passei em uma consulta com a nutricionista Daniele Golanda, profissional de nutrição esportiva que tem consultório na região de Jundiaí. Achei a consulta excelente, tirei várias dúvidas e em breve farei um post super detalhado sobre a ocasião.

O fato é que segundo análise da nutricionista meu metabolismo está lento, e por isso tenho uma série de problemas de indigestão, principalmente quando como doces e tomo muito líquido. A orientação que recebi foi que eu deveria aumentar minha frequência de treino e fazer uma reeducação alimentar.

Agora meu desafio além do treino de força envolve preparar minha alimentação e seguir a risca o cardápio proposto pela nutricionista em cada refeição. E isso não é fácil, principalmente para quem já havia se habituado a comer fora no café da manhã, almoço e jantar.

E por falar em treino de força, meu treino mudou. Conclui o treino de adaptação e agora estou em um treino de força que exige mais carga e poucas repetições. Nesse contexto, o desafio é absolutamente mental. Sempre que o professor Douglas aumenta a carga a cabeça logo diz “não vai dar” e o corpo responde como se não houvesse força para levantar o peso. Veja o vídeo do treino da semana.

Esses pensamentos limitantes são comuns, principalmente ao mudar o treino. Para que vocês tenham um exemplo do que estou falando, fui executar exercício no Leg Press e mesmo antes de executar o primeiro movimento pedi para o professor tirar uma anilha. Ele fingiu que tirou mudando a anilha de posição no aparelho. Não percebi a esperteza do professor Douglas e executei a série normalmente.

Resultado: fiquei com cara de boba por não saber meus limites…

Outro ponto que gostaria de destacar aqui é o excelente apoio que a Academia Céltica está oferecendo para esse projeto. Sem o apoio dos professores e de toda estrutura da academia eu não conseguiria alcançar esse patamar que, apesar de ainda estar distante do que almejo, já vejo grande diferença em minha vida.

comente!
voltar-top
Todos os Direitos
Reservados © 2016 TODA FEITA