Harmonização facial: saiba escolher o necessário para sua pele

Beleza

Quando o assunto é harmonização facial, automaticamente associa-se a ácido hialurônico e botox!

Isso se deve pois, ambos, são os queridinhos quando o assunto é rejuvenescimento facial e corrigir as pequenas “imperfeições” que achamos que temos.

Algumas mulheres defende a bandeira do mais natural possível e, por isso, são contra a harmonização facial.

Outras, no entanto, apesar de ainda possuir certo receio das aplicações, se rendem ao ver fotos do antes e depois!

O intuito da harmonização fácil é melhorar a aparência estética.

Porém, é importante ressaltar que isso não muda os cuidados constantes que você deve ter com sua pele. Ou seja, a harmonização facial não substitui os cuidados rotineiros!

Os cremes continuam sendo muito bem vindos e a hidratação extremamente necessária.

O que antes era visto apenas em clinicas de estética, hoje já é comum nos consultórios odontológicos também.

Isso se deve pois, ambos procedimentos, são liberados nos consultórios odontológicos, o que facilitou. Você vai para sua consulta de rotina, e já sai com os lábios mais carnudos, por exemplo.

Se você está pensando em aderir a um desses dois procedimentos é importante saber que eles possuem mecanismos diferentes.

Botox – O que você precisa saber antes da aplicação

A contração muscular é um dos ocasionadores das temidas rugas.

A aplicação da toxina botulínica – botox – impede essa contração do músculo, amenizando as rugas.

Geralmente é indicada para o tratamento das linhas ao redor dos olhos – o famoso “pé de galinha” – na testa, entre as sobrancelhas, e até em casos de bruxismo.

Por paralisar o músculo, o botox atua auxiliando na prevenção do surgimento de novas rugas e dessas linhas.

Consultar um especialista é fundamental. A toxina botulínica é em pó e deve ser diluída para ser aplicada. E possui um preço mais elevado.

Por isso desconfie se lhe cobrarem muito barato.

Se você optar pelo botox, questione quanto foi diluído e qual o produto utilizado. Isso se deve pois, em caso de subdose, o efeito será menos duradouro, sendo necessário uma aplicação mais cedo que o normal.

O inverso também requer cautela!

Doses além do necessário podem deixar uma estética exagerada, como costumamos ver em alguns famosos.

Além disso, pode ocorrer um enfraquecimento do músculo!

Ácido hialurônico – O que você precisa saber antes da aplicação

Diferente do botox, o ácido hialurônico é um preenchedor, e não um paralisador!

Ou seja, o ácido hialurônica preenche o região da aplicação, repondo o volume da região. Atrai água para o local e melhora ainda a hidratação do local.

Por essa a atuação, o leque de possibilidades de aplicações com o ácido é enorme.

Aumento do tônus na região das maças; aumento do volume dos lábios; dorso do nariz; na região dos olhos para amenizar bolsas e olheiras; além de claro preencher as rugas e linhas de expressão!

Assim como botox, é preciso ter cuidado na quantidade aplicada! Para que fique um efeito mais natural!

Não se esqueça que, seja qual você escolher, deverá ser feito com o respaldo de um profissional da área. Alguém de sua confiança que lhe orientará e esclarecerá todas as dúvidas, ok? 😉

comente!
voltar-top
Todos os Direitos
Reservados © 2016 TODA FEITA