Cortisol e Stress: como eles influenciam seu treino

Fitness

O cortisol e o stress podem ser os fatores que estão influenciando negativamente o seu ganho de massa muscular, ou o seu emagrecimento, se você está treinando e ainda não obteve resultados!

Fazer treino de força com o objetivo de ganhar massa magra, me levou a mudar alguns hábitos, pois diversos fatores podem interferir nesse ganho.

Hoje quero falar a respeito de um desses fatores: o cortisol aliado ao stress.

Produzido pelas glândulas suprarrenais, localizadas acima dos rins, o cortisol é muito conhecido como o “hormônio do stress”, pois embora produzido naturalmente ao longo do dia, ele é liberado em maiores quantidades em resposta a momentos de estresse.

O cortisol possui alguns benefícios, como aumentar a memória de curto prazo e ajudar o fígado a remover toxinas do corpo.

Além disso, o nosso sistema imunológico trabalha em conjunto com esse hormônio para regular os níveis de açúcar no sangue.

Diante de uma situação de estresse crônico, há uma elevação desse hormônio, aumentando a gordura abdominal. Ou seja, se seu objetivo é perder peso, o cortisol pode ser um dos fatores que está lhe impedindo de atingir os resultados.

Mas como o cortisol afeta o ganho de massa muscular? Por ser um hormônio catabólico, ele reduz a síntese proteica, prevenindo o crescimento do tecido.

Vamos combinar? Não é simples atingir os objetivos, mas com persistência e conhecimento chegaremos lá!

Uma vez que você conhece o cortisol e sabe como esse hormônio atua em nosso organismo, separamos algumas dicas para auxiliar no controle desse queridinho!

Dicas para controlar seus níveis de cortisol

1. Treine apenas durante 1 hora

A dica é você manter seus treinos curtos e intensos. Ao exceder o período de uma hora, o nível de cortisol aumentará, impedindo o crescimento muscular.

Minha dica é que você se concentre focando na execução dos exercícios, em sua respiração, e no tempo!

2. Limite seu cardio

Sabemos que para ganho de massa muscular os exercícios de cardio devem ser reduzidos.

Além dos motivos que já conhecemos, com cardio em excesso, aumenta a liberação desse hormônio, novamente, impedindo o crescimento muscular.

Minha dica é que você converse com seu orientador físico para que ele passe o tempo adequado. Eu, por exemplo, faço apenas 4 dias, de 5 a 10 minutos.

3. Alimentação

Essencial, independente de qualquer fator.

Em relação ao controle do cortisol, alguns estudos constataram que comer de 5 a 6 refeições por dia, auxilia no controle dos níveis de cortisol.

Para quem está em busca de ganho de massa muscular, o segredo é aliar mais refeições e mais ingestão de alimentos, como proteínas e carboidratos.

4. Sem stress

Stress é sinônimo de aumento de cortisol, por isso, relaxa!

É fato que o stress não lhe ajudará e ainda lhe prejudicará. Deixe que prevaleça apenas o suor do treino que definirá seu corpitcho!

5. Durma bem

8 horas de sono é o ideal e recomendado pelos profissionais, pois além do descanso adequado, o músculo não cresce enquanto você está levantando peso, mas sim enquanto você está descansado.

Durante o sono, os níveis de cortisol estão em níveis baixos e os hormônios de crescimento em alta. Por isso, descanse!

Espero que essas dicas ajudem você, e claro, sempre se informem com profissionais do ramo, ok?

Gostou das dicas? Então, compartilha com aquela amiga (o) que também está nessa batalha, e se você tem alguma outra dica, deixe seu comentário aqui!😉

comente!
voltar-top
Todos os Direitos
Reservados © 2016 TODA FEITA